Espetáculo estrelado por Marcos Caruso estreia no Teatro Jaraguá

Nesta sexta-feira (dia 5), o Teatro Jaraguá recebe a estreia da peça policial Em Nome do Jogo, estrelada pelos atores Marcos Caruso e Erom Cordeiro. Escrito por Anthony Shaffer e concebido e dirigido por Gustavo Paso, a montagem se mantém atual por mais de quatro décadas. Sucesso de público em diversos países, a versão brasileira tem tradução de Marcos Daud e adaptação de Marcos Caruso e Gustavo Paso.

No palco, Caruso vive Andrew Wyke, um escritor de romances policiais bem sucedidos que adora jogos e teatro. Andrew convida o amante de sua esposa, Milo Tindolini, interpretado por Erom Cordeiro, para um encontro. A partir daí, uma batalha de gênios é desencadeada, com potencialidade para resultados inesperados, pois ambos estão dispostos a tudo em nome do jogo.

Marcos Caruso e Erom Cordeiro (Foto: Guga Melgar/Divulgação)

A história começa exatamente no momento em que Milo entra na casa de Andrew, um homem de grande vaidade e que gosta de criar jogos para experimentar suas tramas de suspense e mistério. Para Andrew, a vida é um jogo. A cada instante que a conversa entre os dois se desenvolve, o público começa a desvendar o real motivo do convite. Andrew não quer mais ficar casado com Marguerite, até porque ele também mantém um romance extraconjugal. Porém, não quer ceder em relação ao divórcio, o que comprometeria metade de seus bens.

 Aproveitando-se que a situação financeira de Milo é frágil e que Marguerite é uma mulher extravagante e de gostos caros, Andrey convence Milo a executar o plano perfeito: roubar as joias de Marguerite do cofre particular da família, avaliadas pela seguradora em mais de R$ 6 milhões, os títulos de propriedade, contato com receptador, disfarce para não ser reconhecido pelas câmeras de segurança e, finalmente, provas de que tudo que se passou naquela noite foi um simples assalto.

A peça fica em cartaz até o dia 30 de junho (Foto: Guga Melgar/Divulgação)

Assim, Milo ficaria com as joias para repassar ao tal receptador, e Andrew receberia o dinheiro do seguro, além de se livrar de sua esposa. Entretanto, tudo não passa de mais um dos jogos de Andrew. Logo após o roubo, Andrew surpreende Milo com uma arma, revelando a vingança, pois ainda ama sua mulher e não irá perdê-la para um cabeleireiro italiano sem classe. Milo pede em vão para ser poupado, mas acaba executado.

Passados três dias, o detetive Doppler começa a investigar a morte de Milo. O jogo começa, então, a tomar outras proporções jamais esperadas, e que por motivos históricos, de que um texto de suspense policial se mantém por meio de seus mistérios, o desenrolar desse enredo que mobilizou todos os países por onde passou, só é revelado nos palcos.

Para o diretor, a peça tem em sua construção dramatúrgica o que há de melhor nos romances de suspense. “O espetáculo é uma sucessão de jogos entre os dois personagens, e que nem sempre sabemos quem realmente está no domínio.” Em nome do jogo alcançou mais de 45 mil espectadores somente em sua temporada no Rio de Janeiro.

Serviço:

Em Nome do Jogo
Teatro Jaraguá
Rua Martins Fontes, 71, Bela Vista, tel. 3255-4380
Sextas, às 21h30; sábados, às 21h; e domingos, às 18h
Sextas e Domingos – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia); sábados – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)
De 5 de abril a 30 de junho.

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>