Ajude a aprovar a lei que reconhece o casamento igualitário no Brasil

Aconteceu! O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) acaba de aprovar uma resolução que garante que casais do mesmo sexo possam se casar em cartórios de todo o país. É um grande momento para o Brasil – mas há o risco de que os opositores da igualdade tentem derrubar a decisão do CNJ. O único jeito de proteger esse direito é colocá-lo na lei.

ddd

Existe o risco de que os opositores da igualdade tentem derrubar a decisão do CNJ (Reprodução)

Um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados pode garantir isso. Mas, pra que ele avance, o deputado Dr. Rosinha – presidente da Comissão de Seguridade Social e Família – precisa colocá-lo em votação. Dr. Rosinha é conhecido por seu trabalho em defesa da diversidade. Se milhares de nós pedirmos que o deputado coloque o projeto em votação na Comissão, ele não poderá nos ignorar sem colocar essa reputação em risco.

casamento-lesbicasAssine agora a petição pelo casamento igualitário clicando AQUI. O deputado Jean Wyllys, um dos autores do projeto de lei que reconhece o casamento igualitário no Brasil, espera uma “ofensiva conservadora” para derrubar a decisão do CNJ. Precisamos agir rápido, para garantir que o casamento igualitário esteja na lei.

O projeto está parado, mas o deputado Dr. Rosinha pode fazê-lo avançar. Se milhares de vozes se unirem nesse pedido, ele certamente não vai querer ignorá-las e prejudicar suas chances nas eleições do ano que vem.

Recentemente, na França, mais de 325 mil membros da All Out assinaram uma enorme petição a favor do casamento igualitário. Eles se reuniram com políticos, foram para as ruas, compartilharam mensagens pelas redes sociais –  e funcionou!

Agora é a vez do Brasil: podemos fazer o mesmo e nos juntarmos à França, ao Uruguai, à Nova Zelândia e aos demais países onde a lei garante que todos e todas possam se casar com quem amam. Se você ainda não votou, vote AQUI.

Veja também!...

1 Comentário

  1. Marineis Dias disse:

    Direitos Iguais!
    Direito ao Amor,
    Direito à Dignidade,
    Direito a ser feliz,
    Direito a justiça,
    Direito à Paz,
    Direito à VIDA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>