Peça de Maitê Proença estreia temporada em São Paulo

Neste sábado (dia 15), às 21h, estreia no Teatro Faap a peça À Beira do Abismo me Cresceram Asas, montagem de Maitê Proença escrita a partir da obra original de Fernando Duarte, sob direção de Clarice Niskier e Maitê Proença, com supervisão de Amir Haddad.

A peça estreia nesta sexta-feira, dia 14 (Foto: Paula Kossatz/Divulgação)

A peça estreia nesta sexta-feira, dia 14 (Foto: Paula Kossatz/Divulgação)

(Foto: Paula Kossatz/Divulgação)

(Foto: Paula Kossatz/Divulgação)

O espetáculo – que fala sobre a vida – é um retrato encantador sobre duas mulheres. O texto tem como ponto de partida histórias reais colhidas em diferentes asilos do Brasil. A partir daí, criaram-se novas histórias, ideias, conceitos, costurou-se suspense com magia, brotou a dramaturgia, surgiu a peça e nasceram Terezinha e Valdina.

Valdina (Clarisse Derzié Luz), de 80 anos, parece levar o dia a dia com otimismo, sem nostalgias, mas não se engane, ela carrega um grande segredo. Terezinha (Maitê Proença), de 86, é de temperamento carrancudo ainda que bem resolvido. Em comum têm a praticidade dos que aprenderam a simplificar a vida já que não há tempo para complicá-la. E têm a grande e indispensável amizade que se desenvolveu pelos anos de convívio.

“Nossas velhas são porretas, contam histórias, falam de tudo sem medir palavras, inclusive de sexo, que é um assunto que não morre. Valdina é uma mistura de Dercy Gonçalves e Ivete Sangalo e a Terezinha é uma Laura Cardoso. Juntas podem tudo!”, resume Maitê.

(Foto: Paula Kossatz/Divulgação)

(Foto: Paula Kossatz/Divulgação)

Serviço:

À Beira do Abismo me Cresceram Asas
Teatro Faap
Rua Alagoas, 903, Higienópolis, tel. 3662-7233
Sextas e sábados, às 21h; domingos, às 18h
De 14 de junho a 18 de agosto
R$ 70 (sextas e domingos) e R$ 80 (sábados).

 

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>