História da ilha onde gays eram presos na Itália chega às livrarias

imagem2586209649Durante o regime fascista foi criado na Itália um local onde os homossexuais eram colocados sob prisão e ali forçados a permanecer. A história desta Ilha agora é contada no livro A Ilha e a Cidade (The Island and the City), de  Gianfranco Goretti e Tommaso Giartosi.

“Há 75 anos na Itália fascista, um grupo de homens considerados ‘degenerados’ foram levados de suas casas e presos numa ilha. Colocados sob regime de prisão. Para muitos esta foi uma experiência libertadora na primeira comunidade abertamente ‘gay’ do país”, escreve o correspondente da BBC em Itália, artigo que narra a história desta Ilha muito pouco conhecida fora da Itália.

Em 1938, cerca de 45 homens que se acreditava serem homossexuais foram condenados a exílio interno e levados para a ilha de San Domino, no Mar Adriático. A obra reúne testemunhos dos habitantes da ilha vivos e documentos de alguns dos presos. Segundo alguns depoimentos de antigos presos, citados no livro, o regime de detenção era “relativamente livre” e “pela primeira vez nas suas vidas, aqueles homens estavam num sítio onde podiam ser eles próprios – livres do estigma que habitualmente os rodeava na Itália católica dos anos 30.

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>