CineSesc promove o 3º Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo

Entre os dias 14 e 20 deste mês, o CineSesc promove a 3ª edição do Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo – parceria do Sesc São Paulo e Consulado Geral da Suíça em São Paulo, com apoio do festival de cinema suíço Journées de Soleure. A mostra consolida-se junto ao público brasileiro e já faz parte do calendário dos festivais internacionais de São Paulo. Estão na programação, documentários, ficções, curtas e longas metragens e animações que abordam temas contemporâneos.

Minha irma2

Nesta sexta (dia 14), às 15h, abre o festival o documentário Filha Problema, de Stéphanie Argerich. A vida da pianista argentina Martha Argerich, criança-prodígio que se mudou para a Europa aos 14 anos para estudar com alguns dos principais nomes da música, é retratada neste documentário de sua filha caçula. Ela tem três filhas, cada uma de um companheiro: Stéphanie, a mais nova, é fruto de um relacionamento com o pianista americano, radicado em Londres, Stephen Kovacevich. A do meio, Annie, é filha do regente suíço Charles Dutoit. A mais velha, Lyda, nasceu de uma relação com o regente chinês Robert Chen. O filme enfoca essa família peculiar, em tom intimista e carinhoso, mesmo nos momentos em que discute as consequências do estilo de vida que a mãe impôs a ela e suas irmãs. O filme também será exibido no dia 19, às 17h. 

Também nesta sexta-feira (dia 14), às 17h, Cianeto, de Séverine Cornamusaz, traz a história de Achille, jovem de 13 anos de idade, espera ansiosamente que seu pai seja libertado da prisão. Um pai que ele nunca conheceu bem, mas que sempre habitou sua imaginação e suas fantasias. Mas seu sonho de uma família real é posto à prova, por um lado, pela mãe que cansou de esperar pela volta do marido e, por outro, pelo pai, que perdeu totalmente o senso de responsabilidade depois de tantos anos na prisão. O filme também será exibido no dia 19, às 15h.

Nos dias 14, às 21h, e 16, às 19h, é a vez de Minha Irmã, de Ursula Meier. Simon tem 12 anos e ganha a vida com pequenos roubos a turistas ricos que frequentam uma estação de esqui na Suíça. Ele mora com sua irmã Louise, em uma região industrial ao pé dos Alpes, e revende os frutos de seus roubos para vizinhos do conjunto habitacional em que vive. Mas Louise fica desempregada e passa a depender dos ganhos do irmão. Sem se dar conta, ela se torna cada vez mais dependente dele.

Veja ao trailer!

Nos dias 14, às 19h, e 19, às 21h, será exibido O Apicultor, de Mano Khalil. O filme conta a vida de um apicultor. Os conflitos da guerra curdo-turca o despojaram de tudo: sua esposa, seus filhos, sua terra natal e, com a perda de mais de 500 colônias de abelhas, também o seu sustento. Mas ele mantém seu amor pelas abelhas e sua indestrutível fé nas pessoas, independentemente da sua origem. Depois de longa odisseia marcada pela privação, o homem refaz sua vida na Suíça, graças à sua paixão pela apicultura.

Nos dias 15, às 15h, e 18, às 19h, o público poderá conferir De Hoje Para Amanhã, documentário de Frank Matter. O filme acompanha quatro idosos em suas vidas cotidianas, observando como eles convivem com a perda gradual de autonomia decorrente da idade. Mesmo quando eles se tornam cada vez mais dependentes de ajuda externa, insistem em manter-se em suas casas. Mas parece inevitável que, cedo ou tarde, eles tenham que se mudar para uma casa de repouso. Seu maior contato com o mundo exterior são os funcionários do Spitex (associação suíça de ajuda e cuidados domiciliares). Mas nem sempre é fácil para esses funcionários conciliarem seus sentimentos humanos de compaixão com as demandas profissionais, econômicas e burocráticas de seu trabalho.

No documentário Mais que Mel, de Markus Imhoof - que tem exibições nos dias 15, às 21h, e 17, às 17h – há três anos, com as abelhas morrendo por todo o mundo, dentre as possíveis razões, ao menos uma coisa é certa: o problema vai muito além de um punhado de insetos mortos ou de um pouco de mel. Em busca de respostas, o filme nos leva a conhecer pessoas que vivem entre abelhas: na casa de um apicultor, em uma montanha suíça; em enormes plantações de amêndoa da Califórnia; em Berlim, no deserto do Arizona. Todos falando sobre a extinção das abelhas.

Nos dias 15, às 19h, e 18, às 21h, é a vez de O Comandante e a Cegonha, de Silvio Soldini, filme que conta a história de Léo, um encanador que luta para criar seus dois filhos sozinho: Elia, que cabula as aulas, absorvido em criar uma cegonha em segredo; e a filha adolescente que, a contragosto, protagoniza um filme pornô na internet. Para tentar resolver a situação da filha, Léo vai a um escritório de um advogado, onde conhece Diana, uma jovem artista cheia de ideias, que por falta de dinheiro é obrigada a pintar um mural naquele local. As diferentes histórias dos personagens se cruzam, seguidas pelo olhar irônico das estátuas de Garibaldi, Verdi e Leopardi da praça, na enevoada Turim.

Nos dias 15, às 17h, e 17, às 19h, o público pode conferir Tudo Sobre Você, de Alina Marazzi. Pauline regressa a Turim depois de muitos anos e retoma o contato com Angela, que conheceu no exterior, e que agora dirige um Centro de Maternidade. Ali, Pauline inicia uma pesquisa sobre as experiências e os problemas das mães modernas. Entre elas, Emma, uma jovem bailarina, linda, esquiva e em profunda crise. Ela e Pauline desenvolvem uma relação de cumplicidade que, como num jogo, leva Pauline a enfrentar o seu passado trágico e, ao mesmo tempo, permite a Emma reencontrar-se no seu novo papel de mãe.

Completam a programação, os filmes Apassionata, de Christian Labhart; Clara e o Segredo dos Ursos, de Tobias Ineichen; Harry Dean Stanton: Parcialmente Ficção, de Shophie Huber; Avanti, de Emmanuelle Antille; e Os Meninos Somos Nós, de Peter Luisi. Para mais detalhes, clique AQUI.

Serviço:

3ª edição do Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo
CineSesc
R. Augusta, 2075, Jardins
De 14 a 20 de junho
De R$ 2 a R$ 12.

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>