Quasar faz estreia nacional de sua nova coreografia no Teatro Alfa

Por Rafael Ventuna*

Dando sequência à programação da Temporada de Dança do Teatro Alfa, a Quasar Cia. de Dança apresenta pela primeira vez o espetáculo “Por 7 Vezes”, sua vigésima quarta criação. As sessões serão realizadas hoje (dia 5), às 20h, e amanhã (dia 6), às 18h.

DSC_0708

(Foto: Marcus Camargo/Divulgação)

DSC_0095

(Foto: Marcus Camargo/Divulgação)

Ao longo de duas décadas e meia à frente da direção artística da companhia, o coreógrafo Henrique Rodovalho experimentou muitas fases, despontando para novas perspectivas após processos de criações coletivas. Como em 2012 levou a público “No singular”, trabalho que teve até participação da plateia, a MÃO de Rodovalho tende a vir com mais assertividade para “escrever” a nova coreografia.

Para os bailarinos, são outras sete partes do corpo que terão vez (ou sete vezes) na encenação. OLHOS, BOCA, BRAÇOS, CORAÇÃO, VÍSCERAS, SEXO e PERNAS fazem parte do mosaico do desejo proposto na nova peça da Quasar, que conta com trilha sonora desenvolvida exclusivamente pelo aclamado André Mehmari. Os figurinos foram concebidos por Cássio Brasil – parceiro de longa data da companhia. Henrique Rodovalho assina a coreografia e o projeto de luz. O cenário de Shell Junior dialoga com as projeções da Semáforo Audiovisual.

O espetáculo faz parte das comemorações dos 25 anos da companhia e também celebra a renovação do contrato de patrocínio com a Petrobras, que financiará por três anos as atividades da companhia.

*Rafael Ventuna é jornalista e crítico, com especialização em Economia e Gestão de Bens Culturais pela Fundação Getúlio Vargas. É também pesquisador de Dança Contemporânea Brasileira.

DSC_0724_PRINCIPAL

(Foto: Marcus Camargo/Divulgação)

Serviço:

Por 7 Vezes – Quasar Cia. de Dança
Teatro Alfa
Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro
Dias 5 e 6 de outubro
Sábado, às 20h; e domingo, às 18h
R$ 40 a R$ 80 / R$ 20 a R$ 40 (meia)
Classificação 14 anos
75 minutos.

Veja também!...

1 Comentário

  1. alexandre gama disse:

    Assisti no dia 5 e foi arrebatador. Com exceção do primeiro movimento, gostei de tudo.
    A música do André Mehmari é de altíssimo nível. Coisa de gênio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>