Artistas/pensadores unem-se em campanha contra o machismo

Homens Libertem-se/Men Get Free é uma campanha artística e social proposta em parceria entre o coletivo mo[vi]mento-MG/RJ e o histórico e polêmico grupo The Living Theatre, de Nova Iorque, que vem crescendo consideravelmente com o auxílio de inúmeros voluntários e conta com parcerias como o músico Paulinho Moska, os cartunistas Laerte e Miguel Paiva, os atores Marcos Breda, Larissa Bracher, Flávia Monteiro, Igor Rickli, Aline Wirley, Álamo Facó, Nico Puig, Marcos Damigo, o escritor e produtor Nelson Motta, a escritora Elisa Lucinda, a escritora e apresentadora Marcia Tiburi, a escritora e historiadora Mary Del Priore, o deputado Marcelo Freixo , entre inúmeros outros grupos, artistas e profissionais de várias partes do país.

O projeto pretende ser um chamado à reflexão em torno das muitas formas pelas quais o machismo prejudica também os homens, independente de sua sexualidade, devido às dimensões da construção social do homem na contemporaneidade, que os incita a se encaixarem num modelo de homem fixo e restritivo. Estas restrições geram uma opressão pouco discutida por ser mais velada, aceita e naturalizada, mesmo após as inúmeras reflexões do último século em torno dos direitos humanos.

homens

Paulinho Moska e Larissa Bracher

Acreditamos ser possível estimular os homens a refletirem sobre a opressão de um modo geral ao se depararem consigo mesmos como oprimidos pelo sistema patriarcal universalmente sustentado em que vivemos e que prejudica a todos indiscriminadamente. Esperamos que essa reflexão se reflita em negação de algumas das formas rígidas do machismo, questionando o rótulo “seja homem!” e também que possa, a longo prazo, auxiliar na diminuição da violência.

Trata-se de uma campanha online e eventos performáticos que espera-se acontecer durante a Copa do Mundo, questionando o machismo extremo presente no futebol. Estas primeiras intervenções serão mais simples e posteriormente terão outras, uma vez que o projeto conseguiu recentemente a aprovação da lei Rouanet. Saias/cangas serão distribuídas aos homens estampadas com o manifesto da campanha em troca de suas calças, que serão doadas e pretende-se fazer uma queima simbólica de elementos de opressão do homem, como uma homenagem ao surgimento do feminismo com a queima de sutiãs.

Confira os depoimentos e conheça melhor o projeto!

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>