Mostra Plataforma Proac leva 32 espetáculos gratuitos ao Teatro Sérgio Cardoso

Por Dirceu Alves Jr, da Veja São Paulo

O Teatro Sérgio Cardoso , que já reinou soberano no fervo do Bixiga, segue na batalha pelo público. E tem se dado bem com algumas temporadas, como as da São Paulo Companhia de Dança e a do musical Vingança. Entre 16 e 27 de julho, 32 espetáculos serão apresentados gratuitamente por lá. Trata-se da quinta edição da Mostra Plataforma Proac, com produções de teatro adulto e infantil, música, dança e circo, todas contempladas pelo programa da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

“A Cidade dos Rios Invisíveis”: Adrielle Rezende na montagem inspirada em livro de Italo Calvino transita por bairro da Zona Leste (Foto: Divulgação)

“A Cidade dos Rios Invisíveis”: Adrielle Rezende na montagem inspirada em livro de Italo Calvino transita por bairro da Zona Leste (Foto: Divulgação)

Na quarta (16), a cantora e compositora Alzira Espíndola e sua banda apresentam o CD “O Que Vim Fazer Aqui”, às 20h, na abertura oficial do evento. Confira cinco atrações de teatro adulto que talvez faça valer algumas de suas horas na segunda quinzena desse mês.

“Histórias dos Porões”

O drama escrito por Analy Alvares vasculha uma memória recente brasileira. Com direção de André Garolli, Isadora Ferrite e Luiz Serra estão nos papéis principais. Uma mulher de 40 e poucos anos mora com o pai, um policial aposentado, que enfrenta um câncer terminal. Pouco tempo depois, ela descobre que sua mãe foi uma guerrilheira e o pai, agora morto, um torturador do Dops. Os dois se conheceram nos porões da ditadura. A protagonista passa a buscar então a própria identidade e um pouco mais sobre as relações familiares (60min, 16 anos). Quinta (17), 19h. Sala Pascoal Carlos Magno.

Sociedade contemporânea: “Mundomudo” tem direção de Georgette Fadel (Foto: Jorge Etecheber)

Sociedade contemporânea: “Mundomudo” tem direção de Georgette Fadel (Foto: Jorge Etecheber)

“A Cidade dos Rios Invisíveis”

Livremente inspirada no livro “As Cidades Invisíveis”, de Italo Calvino, a montagem é uma intervenção realizada na Zona Leste que leva o espectador da Estação Brás do metrô até a Estação Jardim Romano da CPTM. Por lá, o público percorre as ruas do bairro e entra em contato com as histórias dos moradores e suas experiências com as enchentes. A peça tem dramaturgia e direção de João Júnior e conta com os atores Ana Carolina Marinho, Juãonin, Renato Caetano e João Júnior, além dos atores-moradores Adrielle Rezende, Bruno Cavalcante, Bruno Fuziwara, Keli Andrade, Paulo Oliveira e Emerson Nunes (180min, livre). Sexta (18), 15h.

Luiz Serra e Isadora Ferrite: “Histórias dos Porões” ganha a cena no dia 17 (Foto: Caco Faria)

Luiz Serra e Isadora Ferrite: “Histórias dos Porões” ganha a cena no dia 17 (Foto: Caco Faria)

“Animais na Pista”

Autora de “Os Adultos Estão na Sala”, “Tem Alguém que nos Odeia” e “Sit Down Drama”, Michelle Ferreira apresenta mais um texto em leitura dramática. Sob a direção de Isabel Teixeira, as atrizes Martha Nowill e Sabrina Greve entram em cena. Ali (papel de Martha) é uma mulher solitária que saiu da metrópole e mora ao lado de uma via expressa. Um dia, recebe a vista da amiga Janete (Sabrina Greve) e algo de misterioso transforma o encontro aparentemente fraterno (60min, 12 anos). Domingo (20), às 20h30. Sala Pascoal Carlos Magno.

“Uma Opereta Barata”

“Quem é o maior criminoso? Quem rouba um banco ou aquele que funda um?”. Inspirada na obra “A Ópera dos Três Centavos”, de Bertolt Brecht, a montagem dirigida por Verônica Fabrini mantém a questão colocada pelo dramaturgo alemão. O cafetão e traficante MacNavalha se casa com Polly, a filha do Sr. Peachum, proprietário de uma empresa de mendicância e que vai ficar profundamente infeliz com a notícia. Para se livrar do problema, ele tentará de todas as formas que o genro seja enforcado por um capanga. No elenco, Eduardo Osorio, Estevan Álvares, Érico Damineli, Luciana Mitkiewicz, Melissa Lopes e Verônica Fabrini sob a direção musical de Silas Oliveira (70min, 16 anos). Terça (22), 20h30. Sala Pascoal Carlos Magno.

“Mundomudo”

A relação cultural entre o velho e o novo na sociedade contemporânea é o tema do espetáculo dirigido por Georgette Fadel. Com dramaturgia de Cíntia Alves e direção musical de Raphael Pagliuso Neto, a montagem parte de situações cotidianas para mostrar cenas sobre a opressão cotidiana. Com Edivaldo Vitorino e Jorge Vermelho (60min, livre). Domingo (27), 20h30. Sala Pascoal Carlos Magno.

A programação completa você encontra AQUI.

Leitura dramática: Martha Nowill e Sabrina Greve em “Animais na Pista” (Foto: Roberto Setton)

Leitura dramática: Martha Nowill e Sabrina Greve em “Animais na Pista” (Foto: Roberto Setton)

 

Serviço:

Mostra Plataforma Proac
Teatro Sérgio Cardoso
R. Rui Barbosa, 153, Bela Vista
De 16 a 27 de julho
Grátis.

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>