Sesc Vila Mariana promove mostra de cinema durante setembro

No mês de Setembro, o já tradicional projeto Cinesábado, do Sesc Vila Mariana, que agrupa tematicamente, ao longo de cada mês, filmes clássicos e contemporâneos, com o intuito de familiarizar os espectadores com a linguagem da sétima arte, apresenta quatro longas que abordam de forma polêmica a posição da mulher na sociedade e no imaginário contemporâneos. As exibições ocorrem aos sábados e integram o especial 3 Nuances Femininas.

Todas as sessões são gratuitas

Todas as sessões são gratuitas

Dos dias 6 a 27, sempre às 14h, serão exibidas quatro obras recentes que, de forma incisiva e com resultados fortes, lançam um olhar mais direto e ousado sobre a sexualidade feminina e sua relação com as normas estabelecidas. Neste sábado (dia 6), o longa Jovem e Bela, de François Ozon, inaugura o ciclo. Nos dois sábados seguintes, serão exibidas as duas partes de Ninfomaníaca, de Lars Von Trier: no dia 13, a Parte I e, no dia 20, a Parte II. Azul é a Cor Mais Quente, de Abdellatif Kechiche, fecha a série, em 27 de Setembro.

Jovem e Bela, lançado em novembro de 2013 pelo jovem e prolífico François Ozon (46 anos, mais de 30 obras, entre curtas, longas e documentários) retrata a descoberta da sexualidade adolescente de Isabelle (Marine Vacht). E esse desabrochar se dá de forma intensa e radical, quando a protagonista se torna uma prostituta de luxo. Os inevitáveis conflitos com a família e o distanciamento de amigos, além da sensação de estranhamento, que é mais causa que efeito, desenrolam-se em quatro fases do filme, simbolizadas pelas estações do ano.

Ninfomaníaca – Parte I traz Charlotte Gainsbourg em mais um papel impactante, dirigida por Lars Von Trier (a exemplo de Anticristo, de 2009). Ela interpreta Joe, uma mulher nos seus 50 anos, encontrada por Seligman (Stellan Skarsgård), machucada e abandonada em um beco. O longa tem como fio condutor o relato de Joe sobre sua vida, e sua baixa autoestima, resultado de sua autoavaliação. Em Ninfomaníaca – Parte II, vê-se a continuação da narrativa de Joe. Os dois filmes constituem-se realmente em uma obra única: a Parte I não tem exatamente um final; suas temáticas e ações são posteriormente desenvolvidas na Parte II. Ambas foram lançadas em 2014.

Azul é a cor mais quente será apresentado no dia 27 de setembro

Azul é a cor mais quente será apresentado no dia 27 de setembro

Azul é a Cor Mais Quente, produção francesa de 2013, é a adaptação do diretor Abdellatif Kechiche para a graphic novel de Julie Maroh, homônima. Aliás, a tradução literal do título do longa seria A História de Adèle (La vie d’Adèle). Adele (Adèle Exarchopoulos) é uma adolescente a caminho de uma carreira como professora primária que encontra em Emma (Léa Seydoux), uma jovem artista tentando um lugar ao sol em Paris, uma espécie de mentora sentimental e sexual. Para além do fetichismo do amor lésbico, tão previsível quanto superficial e obtuso, Kechiche costura uma trama delicada de descobertas, aprendizado e amadurecimento recíprocos entre as personagens. O longa foi objeto de polêmicas na crítica e, inclusive, entre as atrizes e o diretor, após serem premiados com a Palma de Ouro em Cannes.

 

Serviço:

Cinesábado
Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141, tel. 11 5080-3000
De 6 a 27 de setembro
Sábados, às 14h
Grátis.

 

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>