Fundação Criança de São Bernardo do Campo contrata Oficineiros

A Fundação Criança de São Bernardo do Campo está com inscrições abertas, até 6 de fevereiro, para selecionar interessados em desenvolver oficinas em serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, proteção social a adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de liberdade assistida e de prestação de serviços à comunidade, assim como serviço de atendimento às crianças e adolescentes em situação de rua.

Os candidatos podem se inscrever para as seguintes oficinas: teatro, cenografia, confecção e manipulação de bonecos e máscaras, literatura, produção de figurinos, dança (balé, jazz), capoeira, circo, violão e percussão, violino, flauta, canto e canto coral, artes plásticas, customização de roupa, fotografia, recreação e animação, lazer, grafite e desenho, breaking e street dance (dança urbana), rap (musicalização, ritmo e poesia), produção musical e discotecagem, judô, maquiagem artística e caracterização, contação de história e cerâmica.

Os oficineiros (as) serão contratados (as) de acordo com o surgimento de vagas e disponibilidade de recursos orçamentários, visando o cumprimento dos projetos previstos pela Fundação. A contratação é para o período de 12 meses, prorrogável uma única vez. Os profissionais receberão R$ 35,00 por hora, podendo haver contratações entre 6 horas e 30 horas semanais.

Ocupacao-dos-espacos-da-Funarte-2011-Artes-CenicasAs inscrições são gratuitas e devem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 16h, na sede da Fundação Criança (Rua Francisco Visentainer, 804, prédio administrativo, Bairro Assunção). Os (as) candidatos (as) deverão entregar a documentação exigida em envelope lacrado, constando do lado externo o nome e número do edital, o nome completo do (a) candidato (a) e a oficina para a qual está se habilitando.

O credenciamento atenderá aos seguintes projetos: Centro de Atendimento à Criança e ao Jovem (CACJ); Contando História; Lanchonete Escola; Centro de Atendimento Socioeducativo e Centro de Atendimento às Crianças e Adolescentes em Situação de Rua.

Experiência – Os profissionais devem ter conhecimento e qualificação específica condizentes com os objetivos e natureza das oficinas. Devem ter ainda conhecimentos e vivência didática para favorecer o processo criativo, aquisição de técnicas e habilidades para o manuseio dos materiais e instrumentos necessários, conhecimentos teóricos próprios das oficinas propostas e disponibilidade para trabalho em grupo, além de experiência comprovada com projetos sociais, formação escolar mínima exigida e ensino médio ou curso técnico concluído.

O objetivo é desenvolver de forma integrada com outros oficineiros e educadores sociais da Fundação as oficinas descritas no edital junto às crianças e adolescentes, jovens e seus familiares em situação de vulnerabilidade social (com vivência no trabalho infantil e/ou vítima de violência, uso abusivo de substâncias psicoativas e em conflito com a lei ou cumprindo medidas socioeducativas), utilizando-se de metodologias alinhadas ao protagonismo juvenil e ao exercício da cidadania.

A prestação de serviços será realizada no seguinte formato: planejar, realizar, avaliar situações de aprendizagem das crianças e adolescentes, compreendendo etapas de pesquisa, vivências, registros e outras necessárias à construção do produto final; elaborar relatórios sobre o desenvolvimento das ações bem como de avaliação das atividades; participar de planejamento da equipe de trabalho com diversas áreas para realização de mostras culturais, apresentações, exposições e outras propostas de divulgação e disseminação dos projetos e conteúdos desenvolvidos e estimular o desenvolvimento de ações de difusão e formação cultural e inclusão social.

Para participar é preciso ser brasileiro nato ou naturalizado, ou cidadão português com igualdade de direitos, estrangeiros com situação regular (visto de permanência com autorização para trabalhar no País), ter idade mínima de 18 (dezoito) anos, estar em dia com as obrigações militares e eleitorais, e possuir os requisitos exigidos. Os detalhes completos podem ser conferidos no jornal Notícias do Município, edição número 1811, do dia 16 de janeiro, disponível no site da prefeitura (www.saobernardo.sp.gov.br).

Veja também!...

6 Comentário

  1. HELIO RIBEIRO DIAS PINTO disse:

    BOA TARDE SOU CONHECIDO COMO MESTRE SOLITARIO DO GRUPO ANGOLA E REGIONAL GINGARTE FORMADO PELO GRNDE MESTRE DE SP MESTRE DELICADO GOSTARIA DE MONTAR A OFICINA DE CAPOEIRA SER UM OFICINEIRO NESTE PROJETO COMO FAÇO?.

  2. Bruno Caselli disse:

    O Valor da remuneração que esta no edital é de R$15,00 Hora/Aula e não 35 como divulgado acima.

  3. Diego Mazutti disse:

    No edital não diz R$35,00 como destacado no texto acima.

    (edição 1811) DOS VALORES E REMUNERAÇÃO
    Os oficineiros contratados receberão como contrapartida financeira pelos serviços prestados, o
    pagamento de R$ 15,00 (quinze reais) pela hora/aula;
    Estes valores abrangem todos os custos e despesas direta ou indiretamente envolvidas, não sendo
    devido nenhum outro valor, seja a que título for;

  4. Valmir Chaves Barbosa disse:

    Boa Tarde Srs.
    Vi esse anuncio, atravez do face de uma amiga em comum, e fiquei bastante interessado pela proposta…
    gostaria de estar enviando meu C.V. pra um analise e possível conversa, sou daqui de SP,(Próximo estação Pirituba) Trabalhei na área de engenharia, empresa de Comunicação visual, Corte em laser em acrílicos,mdf,etc… É minha paixão trabalhar com artes, maquetes, bonecos etc…Sou projetista de Eletrica, mecânico, e Desenvolvimentos de Produtos… Aguardo Retorno.
    Obrigado, Abs
    Valmir
    (11) 9 9633 7314
    (11) 3974 7750

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>