São Paulo recebe apresentação gratuita de peça baseada nos anos de ouro da Rádio Nacional

Foto: Renato Mangolin/Divulgação

Foto: Renato Mangolin/Divulgação

Recriando o universo da era de ouro da Rádio Nacional, a peça A Moça da Cidade conta a saga de Ambrosina, jovem nordestina que tenta a vida no Rio de Janeiro, nos anos 1950. Depois de estada carioca bem-sucedida, a comédia cumpre temporada gratuita na Caixa Cultural São Paulo, entre 10 e 19 de julho, de sexta a domingo, às 19h15. A montagem marca a estreia como diretor de teatro do ator Rodrigo Pandolfo, indicado duas vezes ao Prêmio Shell de Melhor Ator e três vezes ao Prêmio APTR na mesma categoria, levando o troféu em 2010.

O texto do dramaturgo sul mato-grossense Anderson Bosh foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dramaturgia da região Centro-Oeste 2001. É “uma peça dentro da peça” apresentada por atores-locutores que ora narram a história, ora vivem os personagens que cruzam a vida da protagonista, uma anti-heróina, ingênua e otimista, que vive diversos amores fracassados. No elenco estão Lu Camy, Gabriel Delfino Marques e Marco Bravo.

Confeccionado em ferro e madeira, o cenário do arquiteto e cenógrafo Miguel Pinto Guimarães reproduz um estúdio de rádio. Com direção de Felipe Bond, projeções de vídeo, todas em preto e branco, fazem referência ao cinema antigo. Bruno Perlatto assina o figurino de época e Tomas Ribas o desenho de luz. A direção musical é de Marcelo Alonso Neves.

Foto: Renato Mangolin/Divulgação

Foto: Renato Mangolin/Divulgação

Usando a linguagem da radionovela, o espetáculo é dividido em três capítulos, que são separados por jingles publicitários antigos e notícias sobre importantes acontecimentos mundiais. Os efeitos sonoros são executados ao vivo pelos atores/operadores da emissora. A trilha foi escolhida por Pandolfo por meio de pesquisa dos hits da rádio entre as décadas de 1940 e 60. A ideia é resgatar a nostalgia da época, com clássicos como Ontem ao Luar (Vicente Celestino), The Lion Sleeps Tonight (The Tokens), Algum Dia te Direi (Gilberto Alves) e You Are the Top (Cole Porter).

“Procurei resgatar a doçura das histórias de amor , privilegiando o realismo fantástico, o universo mágico e sonhador, através do ponto de vista da personagem principal. Nossa geração está perdendo o contato profundo com o outro. As relações se redimensionam para um campo mais raso, menos arriscado, mais pueril. Meu desejo foi resgatar o gosto pela delicadeza e pelo romantismo, presentes de forma vivaz na Era de Ouro da Rádio Nacional”, fala Rodrigo Pandolfo.

A encenação é caracterizada por um jogo teatral bem-humorado, fazendo relação entre o antigo e o moderno. Os atores interpretam vários personagens. “Primeiro todos são locutores da rádio, depois o universo fantástico toma conta da cena. A partir daí, somente a personagem principal permanece com sua ‘máscara’. Os outros dois atores se revezam entre locutores e personagens que rodeiam o mundo de Ambrosina. São 12 personagens no total”, conta o diretor.

Serviço:

A Moça da Cidade
Caixa Cultural de São Paulo
Praça da Sé – 111, Centro (de sexta a domingo, às 19h15)
De 10 a 19 de julho
60 minutos.

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>