Cia Plágio de Teatro apresenta espetáculo de dramaturgo argentino

unnamed (29)

Com direção de Sérgio Sartório e elenco formado pelos mesmos atores do premiado espetáculo CRU (ganhador de 13 prêmios), Chico Sant`Anna, Vinicius Ferreira e Sérgio Sartório, a Cia Plágio de Teatro estreia Noctiluzes nesta quarta-feira (8 de julho), às 20h30, no Teatro Pequeno Ato. O clima minimalista dá o tom para o texto do premiado dramaturgo argentino Santiago Serrano escrito especialmente para o grupo de Brasília.

Em um píer de um pequeno vilarejo, três desconhecidos se encontram durante uma madrugada. Depois deste encontro inesperado e cheio de revelações, a vida desses homens não será mais a mesma. O encontro improvável em uma situação limite traz à tona mágoas e afetos submersos. Cada um tem seus próprios motivos para estar ali e queriam estar sozinhos, mas a presença dos outros causa um incômodo que eles precisam negociar até atingir seus propósitos.

Para o diretor e ator Sérgio Sartório “a peça fala sobre as marcas e cicatrizes que a vida nos cria. Das dores e curas causadas pelas relações. São sentimentos inerentes ao ser humano, porém corrompidos pela vida. Alguns valores incrustrados pelos pais e pelo meio, são difíceis de serem quebrados. Somente a colisão destes personagens será capaz de quebrá-los.”

Divulgação

Divulgação

O texto foi um presente do escritor Santiago Serrano à Cia. Plágio de Teatro. Serrano se encantou pelo lirismo do grupo em São Paulo, onde assistiu a Cru, última peça da companhia, em cartaz na cidade, em 2013. O autor conta que começou a escrever um dia depois de conversar com o grupo e os personagens o acompanharam, desde então, por cerca de um ano. “Eu viajei muito durante o processo e essas figuras vinham comigo. Eu me surpreendia como as histórias ganhavam vida, era como se os protagonistas escrevessem por conta própria. Eu escrevia e mandava para os atores e esperava sempre apontamentos em suas respostas. Foi um lindo trabalho em grupo sem a presença física”, revela.

A peça toda acontece em um píer de um metro e meio de largura. Isso foi um estímulo para a direção, que resultou num desafio de equilibrismo na marcação das cenas, onde prevalece o jogo de atores. A trilha original de Tomas Seferim, pontua o suspense deste encontro. O sons da noite, da água, dos barcos ao longe, completam o cenário que não vemos.

 

Serviço:

Noctiluzes
Teatro Pequeno Ato
Rua Doutor Teodoro Baima, 78 – Vila Buarque
De quarta a domingo, às 20h30
De 8 de julho a 9 de agosto
R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

 

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>