Depois de Clarice Lispector e Adélia Prado, Jussara Miller dança sobre obras de Alice Ruiz

A poética e a versatilidade criativa da curitibana, poetisa e haikaista Alice Ruiz é a mais recente inspiração para a bailarina, coreógrafa e diretora Jussara Miller, que mostra seu solo Nada pode tudo neste final de semana no Teatro Sérgio Cardoso.

Divulgação

Divulgação

Alice começou a escrever contos aos 9 anos. Agora com 69 anos e 21 livros publicados, também se dedicou à composição de canções que já foram gravadas por Adriana Calcanhotto, Gal Costa, Zélia Duncan e Ney Matrogrosso por exemplo.

A inquietude feminina e a sensibilidade da poetisa são os principais elementos que impulsionam a criação de Jussara, que explora dramaturgicamente as fronteiras entre a dança, literatura e fotografia. Em seus trabalhos anteriores, ela havia mergulhado nas obras de Clarice Lispector e também de Adélia Prado.

A artista da cidade de Campinas oferece ainda a oficina A Escuta do Corpo, com uso de técnicas da educação somática e da técnica de Klauss Vianna, de quem Jussara foi aluna. A atividade será realizada no dia 24, das 15h às 17h. Dançarinos, atores e pessoas interessadas em dança podem se inscrever gratuitamente às 20 vagas pelo e-mail isarazera@gmail.com.

Nada Pode Tudo
22 a 25 de outubro
Teatro Sérgio Cardoso
Quinta a sábado, 20h; domingo, 19h
R$ 10

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>