Um Bonde Chamado Desejo segue temporada de sucesso no Tuca

A encenação de uma peça como Um Bonde Chamado Desejo, em uma metrópole culturalmente pulsante como São Paulo, mais de doze anos após a última montagem, é fato que por si só justifica sua importância cultural. Com tradução e direção de Rafael Gomes, o Teatro Tucarena recebe nova temporada - até 5 de junho – com elenco formado por Maria Luisa Mendonça, Eduardo Moscovis, Virgínia Buckowski, Donizeti Mazonas, Fabrício Licursi, Fernanda Castello Branco e Matheus Martins.

um bonde

A história criada por Tennessee Williams narra a decadência de Blanche Dubois, que se abriga na casa da irmã Stella para fugir do passado e se depara com seu vulgar cunhado Stanley. Marlon Brando e Jessica Tandy interpretaram, em 1947, na Broadway, dirigidos por Elia Kazan, os protagonistas que aqui serão representados por Maria Luisa MendonçaEduardo Moscovis.

Na trama, a sonhadora e atormentada Blanche DuBois muda-se para a casa da irmã, Stella, no estado norte americano de New Orleans, para logo entrar em violento embate com a brutalidade de seu cunhado, Stanley. Na tensão entre a carnalidade bestial de Stanley e o espírito etéreo de Blanche, ergue-se a mais pungente e bela metáfora do duelo entre o sonho e a realidade, entre a alma e o corpo, que o teatro já produziu.

Através do enredo doméstico de Tennessee Williams, criam-se complexos universos éticos e estéticos, com refinadas teias simbólicas, maestria de linguagem e, principalmente, enorme envergadura moral.

Serviço:

Um Bonde Chamado Desejo
Teatro Tucarena
Rua Monte Alegre, 1024 (entrada pela Rua Bartira) – Perdizes
De 23 de janeiro a 5 de junho
Sextas, 21h30; sábados, 21h; domingos, 18h
110 minutos
R$ 50 (sextas); R$ 70 (sábados e domingos)

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>