Capital paulista vira cenário da fotografia mundial com o IV Fórum Latino-Americano de Fotografia

forum

Com o tema “A Fotografia Como Pensamento” o IV Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo, que acontece de 15 a 19 de junho na capital paulista, reúne alguns dos principais nomes da fotografia contemporânea mundial, críticos, pesquisadores e curadores de diversas nacionalidades, para promover entrevistas, debates, leituras de portfólio, workshops e exposição coletiva, tendo a América Latina como referência.

O objetivo do fórum é expandir o campo da fotografia latino-americana e a refletir sobre essa arte para muito além das nossas fronteiras. O evento, que acontece a cada três anos no Itaú Cultural, é um dos mais importantes meios de observação e difusão dos trabalhos fotográficos que se faz na América Latina e sobre ela. Nele é possível discutir a produção fotográfica contemporânea, trocar experiências e viabilizar projetos.

Ainda na nova proposta, a posição do fotógrafo não seria apenas como observador crítico do mundo ao seu redor, mas sim aquele que questiona seu meio e os fundamentos tradicionais da fotografia.

O fórum é organizado para profissionais, estudiosos e público apreciador. Workshops e leituras de portfólio exigem inscrição prévia, mas as demais atividades, como exposição e mesas de debates, são abertas também ao público.

Nas mesas de debates estarão reunidos filósofos, artistas, pensadores da imagem e ativistas dos novos meios de comunicação para discutir sobre os novos rumos da comunicação e responder se é possível representar o irrepresentável – é possível que a imagem fotográfica exista, permaneça ou circule como um conceito ou uma ideia?

Para esta edição foi organizado um intercâmbio de ideias e informações entre personalidades da fotografia de diversos países. Como exemplo, a brasileira Veronica Cordeiro, curadora do Centro de Fotografia de Montevidéu entrevista o crítico de arte e curador alemão Luis Camnitzer; o artista e poeta paraguaio Fredi Casco conversa com o fotógrafo colombiano Oscar Muñoz; e dois dos principais artistas contemporâneos, os britânicos Adam Broomberg e Oliver Chanarin são entrevistados pela fotógrafa brasileira Claudia Jaguaribe.

As leituras de portfólio foram pensadas para divulgar os trabalhos autorais. Ao todo serão 576 fotógrafos, divididos entre os dias 16, 17 e 18. Entre os participantes estão o espanhol Horacio Fernández, o japonês Ihiro Hayami, os americanos Jim Casper e Wendy Watriss, a argentina Elda Harrington, o chileno Felipe Coddou, a uruguaia Veronica Cordeiro, a senegalesa N’Gonné Fall e os brasileiros Eder Chiodetto, Diógenes Moura e Denise Gadelha.

Paralelo à programação intensiva, o Fórum organizou também a interessante exposição “Arquivo Ex Machina – Identidade e Conflito na América Latina”, com autores que resgataram o arquivo fotográfico esquecido em porões, gavetas e em álbuns, para dar um novo e inesperado sentido a esse material.

Conhecendo fotógrafos latino americanos consagrados

A América Latina já é reconhecida mundialmente no campo da fotografia, em diversos setores como esportes, moda, paisagem, foto-jornalismo, e outros. Vale destacar alguns nomes famosos no cenário mundial.

O brasileiro Maurício Lima, “Fotógrafo do Ano” pelo POY LATAM 2015, prêmio ibero-americano que avalia o desenvolvimento do profissional durante dois anos, foi considerado o melhor trabalho ao cobrir protestos no Brasil e situações de conflito na Ucrânia e Afeganistão.

AFGHANISTAN-US-LABOUR-CHILDREN-FEATURE

Foto: Maurício Lima

O prêmio, que tem sede itinerante (em 2015 aconteceu no México), analisou mais de 30 mil fotos e 168 projetos multimídia inscritos por 1.300 fotógrafos de países da América Latina e da Península Ibérica. Imagens marcantes foram registradas pelas lentes de Maurício durante bombardeios e confrontos armados.

O argentino Carlos Monti é outro profissional com reconhecimento internacional. O fotógrafo do poker latino, conhecido como o ‘Pescador de Instantes’, fez fama com seus cliques excepcionais nas competições oficiais do esporte. Atuando como fotógrafo oficial do Latin American Poker Tour e do PokerStars em América Latina, suas imagens estão nas páginas das revistas segmentadas e espalhadas pela internet.

monti

Foto: Carlos Monti

O genial Monti consegue captar o comportamento e as expressões faciais mais realistas dos adversários durante as jogadas de poker. Em terras latinas, as melhores fotos de um torneio de poker com certeza foram feitas por ele. Seu trabalho pode ser visto em exposições em Buenos Aires, Argentina, inclusive com imagens de jogadores brasileiros.

Mario Testino, o fotógrafo de moda peruano é um dos mais bem-sucedidos do mundo. Ficou famoso por suas imagens ousadas e criativas. Morando em Londres desde a década de 70, onde foi em busca de uma carreira na fotografia, hoje é um dos profissionais mais procurados pelas indústrias de moda e beleza.

Mario-Testino-In-Your-Face

Foto: Mario Testino

Retratou personalidades famosas internacionais como Diana, Princesa de Gales; Gisele Bündchen, Madonna, Kate Moss e Gwyneth Paltrow. Testino tem inúmeras fotos suas estampadas em capas de revistas como Vanity Fair, Vogue e GQ.

Fez também inúmeras exposições pelo mundo incluindo a Portraits (2002) na National Portrait Gallery, em Londres, registrando recordes de público. Lançou o livro “Mario de Janeiro Testino”, com fotos da capital carioca e de celebridades brasileiras, entre elas, Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert, Alinne Moraes e Cauã Reymond.

Avenue C, Lower East Side, 1970

Foto: Camilo José Vergara

Do Chile, Camilo José Vergara, baseado em Nova York, é fotografo de ambientes urbanos. Usando a técnica de refotografia, onde registra as imagens de edifícios e bairros de cidades americanas, e depois de intervalos regulares, ao longo de anos, captura as mudanças ocorridas no lugar.

Com especialização em urbanismo, o trabalho de Vergara se baseia na documentação sistemática da decadência urbana como em alguns conjuntos habitacionais de Chicago, o South Bronx de Nova York; Camden, em New Jersey; e Detroit , Michigan, entre outros.

Entre suas conquistas estão uma série de exposições, livros e prêmios de reconhecimento como a Medalha Nacional de Ciências Humanas (2013), entregue a ele pelo Presidente Barack Obama, em cerimônia na Casa Branca.

Serviço:

IV Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo
Itaú Cultural
Av. Paulista, 149, tel. 2168 1777 / 2168 1776
De 15 a 19 de junho

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>