Gaga Dance une artistas de Goiânia e de Nova Iorque em “Black Velvet”

A cidade era Nova Iorque e o ano era 2013 quando a goianiense Mirelle Martins e o novaiorquino Shamel Pitts perceberam que a parceria artística e coreográfica entre os dois poderia ir além das aulas de Gaga Dance, estilo propagado pelo renomado coreógrafo israelense Ohad Naharin, diretor artístico da Batsheva Dance Company. Assim, surge Black Velvet, que será apresentado pela primeira vez nesta sexta (11), com sessões até domingo (13) no Teatro Sérgio Cardoso.

Foto: Mauricio Pisani (Divulgação)

Foto: Mauricio Pisani (Divulgação)

Partindo de estudos sobre performance, a dupla decidiu desenhar relações entre dança e arquitetura para refletir sobre arquétipos. Ambos com as cabeças raspadas, exploram texturas da pele e do “veludo negro”, que dá nome à obra, com o intuito de expressar a individualidade contida em ideias e modelos. A pesquisa também tem como desdobramentos uma videoarte e um fotolivro.

Pitts se formou na Julliard School of Dance e na Ailey School, tendo integrado elenco de companhias como a estadunidense Mikhail Baryshnikov Hell’s Kitchen, a canadense Ballets Jazz Montreal e, nos últimos sete anos, fez parte da Batsheva, sediada em Tel AvivMirelle é formada em Comunicação pela Universidade de Brasília e atua como produtora cultural em São Paulo onde está radicada desde 2008. Ela e ele trabalham juntos no intercâmbio de aulas de Gaga para dançarinos profissionais e amadores no Brasil.


Black Velvet
Mirelle Martins e Shamel Pitts
11 a 13 de novembro
Sexta e sábado, 20h; domingo, 17h
Teatro Sérgio Cardoso
R$ 20
45 minutos
16 anos

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>