Peça arrebenta fronteiras entre dança, fotografia e literatura

Se você acredita que Nada Pode Tudo, tem neste final de semana a chance de ver (ou rever) o solo da bailarina e coreógrafa Jussara Miller que reestreia no palco do Sesc Ipiranga. Inspirado por poemas de Alice Ruiz e imagens de Christian Laszlo, os movimentos criam uma dança nada convencional. Reinventam a poética expressas nos versos da poeta curitibana. E, as fotografias – que insistem em se tornar cenário – recebem um convite para se tornarem personagens.

Leo Lin (Divulgação)

Leo Lin (Divulgação)

Contemplada com o Prêmio Denilto Gomes da Cooperativa Paulista de Dança de melhor coreografia de 2015, a obra conta com direção e dramaturgia de Norberto Presta e coloca em evidência o inquieto universo literário de Alice Ruiz – que também não se acomoda dentro de fronteiras – e assina letras de canções gravadas por Adriana Calcanhotto, Cássia Eller, Gal Costa, Ney Matrogrosso e Zélia Duncan por exemplo.

As apresentações fazem parte do projeto Contaminações que propõe interações entre diferentes linguagens artísticas até o dia 2 de julho.


Nada Pode Tudo
23 a 25 de junho
Sexta e sábado, 21h; domingo, 18h
Sesc Ipiranga
R$ 20 (inteira)
Livre
50 minutos

Veja também!...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>