Há algo de errado em seus pés… e tu não o sabes | Esportes

Na clínica me recebe o doutor Toni Albite, podólogo. Primeiro explico o meu caso e depois me colocou, com roupa esportiva, calção e descalço, sobre uma esteira para correr. Mas não é uma fita qualquer um: esta analisa o meu tipo de pisada ao mlímitero, desde as zonas onde ejerzo mais pressão até a velocidade ou o ângulo com que meus pés decolam e aterrissam. Uma câmera grava o movimento ao detalhe, incluindo o de meus joelhos. Primeiro caminho rápido e depois corro, não muito rápido, durante um par de minutos. O suficiente para que tudo fique espelho.

Baixo da fita e o doutor Albite me explica, enquanto vemos a minha marcha em um monitor em câmera lenta, o motivo da dor no meu joelho direito. Trata-Se de uma pronação. Não é excessiva, mas sim o suficiente acusada como para me dar problemas ao fim de uns quilómetros de corrida. Devido a que o meu pé direito se inclina para dentro pousar em cada passo, perde o eixo com o joelho. “Você tem uma boa musculatura das pernas”, explica-me. “Isso faz com que, inconscientemente, tente compensar muscularmente o desvio do eixo”.

A solução é usar alguns modelosque, a partir desse momento confeccionarán com os dados extraídos da fita. Não são obtidos a partir de um molde, mas que se realizam de acordo com as características e as necessidades de cada paciente. “No início, não te ponhas a cada dia “, explica-me o doutor Albite. “Crie o hábito delas, pouco a pouco. São personalizadas, são feitas para adaptar-se naturalmente aos seus pés, sem atrofiar nenhum músculo, assim que não vai lhe dar nenhum problema. Depois de alguns meses de uso, vamos ver como você evoluiu”.

Sendo honesto, o primeiro dia é raro levá-los. Mas eu não demorando a fazer-me a elas. O melhor é que posso usá-las tanto com sapatos de se vestir como com sapatilhas ou de rua (as que eu uso normalmente para trabalhar na redação). Também tenho usado para treinar no ginásio, algumas vezes. Meus modelos não são criadas para serem conduzidas com calçado aberto como as sandálias, mas em Ergodinámica também fazem calçado de verão com seu modelo incorporado, avarcas e chinelos são fornecidos.

Ainda faltam algumas semanas para a minha primeira revisão desde que as uso. Espero que o doutor Albite observe as melhorias sobre a fita e logo me diga o que posso animar a correr distâncias mais longas.

Você também quiser um estudo em profundidade do seu tipo de pisada e detectar possíveis problemas? Pois procure o seu centro Ergodinámica mais próximo aqui.