Baile Fundamento

O Baile Fundamento é o resultado da noite que já aconteceu em um futuro distante, mas em uma quebrada bem perto daqui, uma história de mil cenas contadas em cima do tambor do funk por Marabu. O MC e compositor que nasceu no berço da efervescência cultural e musical do Jd. Angela, Zona Sul de São Paulo, lançou o álbum “Fundamento” em 2018 com produção de Levi Keniata, ambos da @nebulosaselo.

No dia 22/07, às 19h, Marabu nos convida a mergulhar em um futuro tão negro quanto a própria noite, como deve ser. Com uma apresentação que traz a participação das artistas Dj Livea, Mc Lalão TDS e Dj Lorrany, o MC trará a cultura do baile funk para a icônica sala Adoniran Barbosa.

SOBRE OS ARTISTAS:

Natural Taboão da Serra, a artista Mc Lalão do TDS escreve sua trajetória dentro do  funk consciente há mais de cinco anos, a autora de “ Princesa do Gueto” realiza shows pela cidade de São Paulo exaltando o território periférico com criatividade e muita musicalidade. Mestre de Cerimônia do Revoada Funk, coletivo que fomenta o ritmo  nas favelas  da zona sul a Mc tem trabalhando em novos lançamentos e projetos com intuito de movimentar o cenário musical com sua singularidade e autenticidade.

A artista DJ Lorrany, também conhecida como “ela mesmo, a DJ Lorrany” reside na cidade de Embu das Artes em São Paulo, é dj desde 2013, mesmo ano que realizou seu primeiro curso na escola CRJ. Atualmente, Lorrany é DJ residente dos projetos Todas Podem Mixar, Ladies on the Beat e Trevvo, ambos são projetos que prezam pela mulher negra, lgbt DJ na cena. Junto com a DJ Paula Fayá, Lorrany faz parte do B2B chamado Beat Femme que trás sets de artistas independentes e também, do projeto Solta o Bass que dá oportunidade a artistas (com ênfase em djs, lgbts e negres) para iniciar sua carreira na música.

Nascida e criada no Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo, Livea sempre teve uma forte conexão com a música. Dos bailes de quebrada a eventos de rap, as vivências dentro da periferia colocaram a jovem artista em contato com diferentes cenas e estilos, mas foi no movimento hip hop onde tudo começou. Percebendo a importância social dos eventos que frequentava, foi ali que sentiu que poderia fazer parte não só como admiradora, mas também proporcionando momentos de conexão através da música como Dj. Com o objetivo de conectar as pessoas através da música, a artista busca trazer diferentes possibilidades para as pistas, sem perder a essência que a constitui: as quebradas de São Paulo.

É do funk da baixada ao samba de Jorge Ben, no berço da efervescência cultural e musical da zona sul de São Paulo, que nasce Marabu: aquele que compartilha histórias. Nascido e criado no Jd. Angela, o Mc passou a materializar seu primeiro trabalho na música em 2018, através das faixas “Negócios” e “Boa Sorte” – ambas com produção musical de Levi Keniata e hoje integra a Nebulosa Selo. Marabu também atua como curador, pesquisador, articulador cultural e educador com foco nas manifestações culturais afrodiásporicas;

Fonte: Centro Cultural

Créditos de todas as imagens: Centro Cultural

Deixe um comentário