Christian Petzold e A Escola de Berlim

01 a 31/07 

  • No CCSPLAY
  • Classificação Indicativa: 14 anos 
  • Grátis

A Escola de Berlim foi um fenômeno cinematográfico surgido após a queda do muro de Berlim, na Alemanha, e que teve uma ressonância profunda no cinema alemão da década de 90. Originalmente, foi uma filiação não planejada de artistas alemães que se organizaram sem dogmas ou manifestos, no intuito de se ajudarem a fazer cinema. No entanto, os filmes desta primeira geração de novos artistas, Thomas Arslan, Christian Petzold e Angela Schanelec, tiveram uma ressonância profunda no cinema alemão da década de 90, e agora a Escola de Berlim é um dos movimentos europeus mais influentes do novo milênio, responsável pela chamada “New Wave Alemã”, movimento atual de renovação artística profundamente impactado pela Escola de Berlim. 

Os e as pioneiras da Escola de Berlim não foram excepcionalmente políticos ou tiveram temáticas em comum, no entanto, compartilharam a busca por uma nova identidade alemã pós queda do muro, e geralmente focalizavam seus olhos em personagens passivos, lutando para se adaptarem a um mundo transformado. Todos eram da Alemanha Ocidental, mas falavam de personagens da Alemanha Oriental, mais impactados pelas mudanças do mundo após a queda. 

A mostra exibe seis filmes, os três de Christian Petzold que compõem a sua trilogia Amor em tempos de sistemas opressivos, dois filmes seminais da diretora Angela Schanelec, e um exemplar contemporâneo, Western, da diretora Valeska Grisebach.

BÁRBARA, de Christian Petzold

Alemanha, 2012, 105 min, 12 anos

Com Nina Hoss, Ronald Zehrfeld, Rainer Bock

Verão de 1980. Bárbara é cirurgiã pediátrica em um hospital a leste de Berlim. Quando as autoridades desconfiam que ela deseja passar para o lado oriental da cidade, ela é transferida para uma pequena clínica no interior, em um vilarejo isolado. Enquanto seu amante, Jörg, que vive em Berlim oriental, prepara a sua fuga, Bárbara começa a receber grande atenção do chefe do hospital, André. Será que este homem está apaixonado por ela ou apenas espionando seus atos para o governo? 

FÊNIX, de Christian Petzold

Phoenix, Alemanha, 2014, 98 min, 12 anos

Com Nina Hoss, Ronald Zehrfeld, Nina Kunzendorf

Nelly Lenz sobreviveu a um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, mas ficou terrivelmente desconfigurada. Após uma cirurgia de reconstrução facial, Nelly volta a Berlim em busca do seu marido Johnny. Quando ela finalmente o encontra, Johnny não a reconhece, mas se aproxima dela com uma proposta, já que Nelly se parece com a sua esposa, a quem ele acredita estar morta. Johnny pede para que ela o ajude a reivindicar a herança de sua viúva. Nelly concorda, pois deseja descobrir se Johnny a amava, ou se ele a traiu. 

EM TRÂNSITO, de Christian Petzold

Transit, Alemanha, 2019, 101 min, 14 anos

Com Franz Rogowski, Paula Beer, Godehard Giese

Quando Georg (Franz Rogowski) tenta fugir da França após a invasão nazista, ele rouba os manuscritos de um autor falecido e assume sua identidade. Preso em Marseille, acaba conhecendo Marie (Paula Beer), que está desesperada para encontrar seu marido desaparecido – o mesmo que ele está fingindo ser. Para complicar ainda mais, ele começa a se apaixonar por ela.

O CAMINHO DOS SONHOS, Angela Schanelec

Der traumhafte Weg, Alemanha, 2018, 86 min, 12 anos

Com Miriam Jakob, Thorbjörn Björnsso , Maren Eggert

Grécia, 1984. Kenneth, um homem inglês, e Theres, uma garota alemã, trabalham cantando na rua para financiar suas férias. Estão apaixonados, mas quando Kenneth descobre que sua mãe sofreu um acidente, retorna para casa às pressas. Berlim, 30 anos depois. Ariane, uma atriz de televisão, se separa do marido, um antropólogo bem-sucedido. Quando se muda para um apartamento perto da estação central, ele começa a ver um sem-teto do lado de fora de sua janela.

EU ESTAVA EM CASA MAS…, de Angela Schanelec

Ich war zuhause, aber, Alemanha, 2019, 105 min, 12 anos

Com Maren Eggert, Jakob Lassalle, Clara Möller

Um garoto de 13 anos desaparece, sem deixar vestígios. Após uma semana, ele reaparece no pátio da escola, sujo e diferente. Sua mãe e seus professores podem apenas tentar adivinhar o que ele procurava: uma extrema proximidade com a natureza ou a morte, por causa da recente perda de seu pai. O comportamento do garoto invalida tudo aquilo que, até então, eles tomavam como certo.

WESTERN, de Valeska Grisebach

Alemanha, 2017, 120 min, 12 anos

Com Meinhard Neumann, Reinhardt Wetrek, Waldemar Zang

Um grupo de trabalhadores alemães da construção civil iniciam uma jornada de trabalho dura em uma remota região rural bulgária. No local, enquanto o senso de aventura dos homens aparece, eles também são confrontados com seu próprio preconceito e pela desconfiança devido à barreira da língua e às diferenças culturais. Mas tudo se intensifica quando passam a competir por reconhecimento.

Fonte: Centro Cultural

Créditos de todas as imagens: Centro Cultural

Deixe um comentário